domingo, 15 de junho de 2008


Como se fosse de vidro...

Ou até semelhante à petálas de rosas,

Frágil, tão suave, frio.

Ao silêncio das vozes faz surgir um mundo de histórias...

Reinos, forças, filósofos, amores...

E se num fechar de notas pudesse decolar?

Páro pra ouvir e me deixo levar...

Voar acima das coisas humanas, fazer entender o mundo pequenino.

Novamente... frágil?

Parece ali caber nas mãos...

Vôo mais alto e pareco ver um coração.

Um esfera se transformando em curvas...

Cores de salmão, turquesa, e violeta

Aquele mundo enorme... preenche cada sensação e ambição.

Talvez se torne cinza, talvez venha ao chão...

Ficarei aqui, do alto, de longe... admirando enquanto puder,

Ver o nascer de cada semelhante, e brotando em cada humano

Uma gota de bem querer... de verdadeiro amor!

3 comentários:

ઇ‍ઉ Meu jardim ઇ‍ઉ disse...

Coisa linda amiga!
Suas palavras voam pela minha mente e me elevam para um lugar encantado...
Te amo

Iza

Vitor Andrade disse...

Lindo Jeu!
Tava aqui viajandoo nele!
comecei pela figura..
viajei mesmo!
e foi massa..
obrigado!

Kaká disse...

Para de reclamar coisa feeeia! ¬¬'
Não sou a 1ª mas sou a 3ª ne? (A)
Lindas palavras.. e a foto? Magica!
Te amo sua chata e reclamonaa! :)